No domingo, 25 de Outubro, o CPDOC Guaianás inaugurou a Exposição Passagem Funda: memórias de Guaianases, Lajeado e Cidade Tiradentes. A exposição busca apresentar os trabalhadores residentes nessas áreas do extremo leste da cidade de São Paulo como sujeitos de sua própria história, seja nas ações de construção social, política e urbana do território, como na elaboração de suas memórias referenciais. A partir dos processos de pesquisa e difusão do CPDOC, realizados ao longo dos anos de 2019 e 2020 do projeto “Passagem Funda”, apresentamos alguns patrimônios para as trabalhadoras e trabalhadores destes territórios, com o intuito de fortalecer na própria população os vínculos com seus territórios e a constatação de que são parte de suas histórias e de que podem modificá-las de acordo com seus consensos sociais.

Considerando o momento atual de pandemia e buscando respeitar os protocolos de saúde, realizamos a  exposição em dois formatos: o primeiro, utilizando a técnica de intervenção urbana do Lambe, que é a colagem de cartazes no muro, neste caso envolveu a seleção de fotografias e a composição das mesmas impressas em papel sulfite e coladas no muro todo trabalhado para receber essa colagem.

A técnica foi escolhida para substituir a exposição em painéis que havíamos projetado desde o ano de 2019. No entanto a chegada abaladora do ano de 2020, modifica todos os planos e projetos e faz com que o coletivo busque outras formas de dialogar com a população e, desta maneira, nasce a proposta de trabalhar com o Lambe, buscando atingir o maior público que circula e mora na região.

As fotografias foram produzidas em nossos roteiros fotográficos e jornadas de pesquisa por Allan Cunha fotógrafo do CPDOC Guaianás, além das imagens aéreas de Rodrigo Nobre. O trabalho de pesquisa, escrita e curadoria foi desenvolvido pelos pesquisadores do Coletivo: Renata Eleutério, Ireldo Alves, Adriano Sousa, Fernando Filho e Nísia, também participaram da concepção a museóloga Ana Vieira e o museólogo Joao Pedro Rodrigues. O projeto expográfico e a orientação da técnica de lambe foi realizada por Cassimano Santos Nanau, convidado pelo CPDOC Guaianás para realizar essa exposição e contou com a parceria para aplicação da técnica de Evandro Cesar, Felipe Barbosa, Leonardo Gonçalves e Wilson Góes.

Além da exposição em lambe, considerando uma parcela de conteúdos produzidos e o levantamento de fotografias mais antigas que não foi para o muro, realizamos uma exposição virtual afim de complementar todo o conteúdo que envolve a seleção de fotos. Esta exposição foi realizada pela museóloga Ana Vieira a partir da plataforma de dados Tainakan, local onde o grupo vem adicionando os materiais levantados no trabalho de pesquisa e possibilitando o acesso ao publico de modo geral.

Para ver nossa exposição virtual acesso o link: exposicao-passagem-funda/   veja também o vídeo que mostra o processo de construção da expo no muro!